Atualizando informações ...

Um corpo à deriva

Pedidos são enviados em até 5 dias úteis. Considere este período junto ao prazo fornecido pelos Correios.

Por:
R$ 44,00

ou 12x de R$ 4,16 com juros
* Aqui sua compra é 100% segura, compre com tranquilidade.
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Descrição Geral

 
Título: Um corpo à deriva
Autor: Edimilson de Almeida Pereira
Lançamento: Dez/2020
Formato: 14x21 cm
Páginas: 156
ISBN: 978-65-88750-05-6
 

 
O que disseram sobre o livro:
 

 
Sobre o livro:
Um corpo à deriva é um romance distópico. A partir de um pacto doloroso entre dois jovens, Eu e Tesfa, a trama se desdobra em fragmentos. No decorrer de uma tarde, entre a entrega amorosa e os desencontros, os jovens recordam fatos de suas experiências atravessadas por fatos da história do Brasil. Confinados no pequeno apartamento, eles recebem a “visitas” do Velho angular (uma voz ancestral), do amigo Chagas (artista plástico) e de Fin (outra enigmática voz do passado). Através de uma teia de antinarrativas, os personagens desvelam a solidão e o horror como guias da vida contemporânea. Os versos de Derek Walcott (“Há uma luz nova vindo depois da tempestade/ no mar ainda em desordem ...”), encimados como epígrafe, antecipam o que é, para os personagens, conhecimento da história e desamparo ante as incertezas do futuro. Mas Um corpo à deriva é também um romance utópico. No discurso de Tesfa desponta um caminho de redenção para o Eu, o Chagas e o Fin. Ao denunciar a violência, a personagem recupera outra palavra, ainda não enunciada, por isso capaz de reinaugurar o mundo. A obra analisa temas como o autoaniquilamento, a solidão, a amizade, a história oficial e a própria linguagem como suporte de enunciação. Um corpo à deriva, embalado pelo pathos musical de várias vozes negras, dança à beira do abismo, arriscando-se como só é possível a quem vive. 
 

 
Sobre o autor:
Edimilson de Almeida Pereira nasceu em Juiz de Fora, MG, em 1963. É poeta, ensaísta e professor na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora. Publicou Entre Orfe(x)u e Exunouveau: análise de uma epistemologia de base afrodiaspórica na Literatura Brasileira (Azougue, Rio de Janeiro, 2017), Guelras (Mazza, Belo Horizonte, 2017), E (Patuá, São Paulo, 2017), Poesia + antologia 2015-2019 (Ed. 34, São Paulo, 2019). Sua obra de ficção, publicada em 2020, inclui O Ausente (Relicário, Belo Horizonte), Um corpo à deriva (Edições Macondo, Juiz de Fora) e Front (Nós Editora, São Paulo).
 

Formas de Pagamento
Avaliações

Produtos visualizados

Carregando ...