R$ 45,00
R$ 45,00
R$ 45,00

A Colecção - Ano III (Volume 2)


Título: Groto Sato 
Autora: Raquel Nobre Guerra
Posfácio: Fabiano Calixto
Lançamento: Novembro / 2021
Formato: 14x19 cm
Páginas: 144
ISBN: 978-65-88750-20-9 


Leia aqui um trecho do livro


Sobre o livro:


Livro de estreia de Raquel Nobre Guerra, Groto Sato já é uma peça incontornável da poesia portuguesa, e chega agora ao Brasil em uma edição revista pela autora. Publicado originalmente em 2012 pela Mariposa Azual, o livro ganhou os Prémios Novos CGD / Culturgest , além do Prémio Primeira Obra oferecido pelo Pen Clube português. Maria João Cantinho, que compôs o júri do Pen Club, aponta, no texto de apresentação do prêmio

"Não é um caminho fácil, o de penetrar nesta obra, e sabe-o quem a leu. Um primeiro livro, particularmente de poesia, que se entrega assim ao risco da linguagem, sem medo e desnudando-se deste modo, prenuncia uma poesia muito forte. (...)  A sua escrita oscila entre essa leveza, de uma frase apenas, e os longos poemas de pendor imagético surrealizante, visceral e fortíssimo. Por vezes, revela-se mística e litúrgica, mas ela acontece sempre num diálogo lúcido e erudito com a filosofia e a literatura, num jogo de escuta das grandes vozes da poesia. Esta poesia, perdoem-nos a expressão, é um assalto às nossas convicções, um convite ao sobressalto, onde nos acena o paraíso. Ou o que dele vislumbramos."

Esta edição brasileira do livro conta com posfácio de Fabiano Calixto.


Sobre a autora:


Raquel Nobre Guerra nasceu em Lisboa, é licenciada e mestre em Filosofia, e frequentou o doutoramento na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, com uma bolsa de investigação da FCT. Não concluiu a tese. Publicou Groto Sato (Mariposa Azual, 2012), distinguido com os prémios Pen Club Português e Prémios Novos — Culturgest / CGD; SMS de Amor e Ódio (Residências no Largo, 2013); Saudação a Álvaro de Campos (Palavras por Dentro, 2014); Senhor Roubado (Douda Correria, 2016), semifinalista do Prémio Oceanos (2017), editado também na Selo Demônio Negro, São Paulo, 2017 e Hochroth, Berlim, 2019. Em 2017 foi-lhe atribuída uma bolsa de criação literária pela dglab. Em 2019, sob coordenação e tradução de Jerónimo Pizarro, publica a antologia bilingue Una Coca-Cola Contigo (Puro Pássaro, Bogotá). Prepara o próximo livro.